MacBook

MacBook

terça-feira, 10 de agosto de 2010

10/08/2010 Reportagem Revista MAC + Edição 37

Seu Mac está protegido contra vírus? Leia e acesse essa matéria abaixo e saiba mais sobre isso!

Escrito por Aureo Monteiro da Silva em 22 de junho de 2009
Os fãs dos produtos da Apple, em especial o Macintosh e seu sistema operacional, Mac OS X, sempre tiveram orgulho em dizer que utilizam um sistema muito mais avançado e seguro que o Windows, seja ele XP ou Vista. Temos de reconhecer que a Microsoft realizou muitos avanços na área de segurança de seus sistemas operacionais nos últimos cinco anos, mesmo que à custa de perda da usabilidade. Hoje, o desenvolvimento seguro de sistemas é parte da estratégia da Microsoft, e já não ocorrem, como no passado, infecções em massa nos sistemas.
De qualquer modo, para nós, fãs do Mac, não dá para comparar. Com o kernel (o coração do sistema operacional) baseado no FreeBSD (Berkeley Software Distribution), que é UNIX-like, como Linux, o Mac OS X é um sistema operacional muito mais estável, seguro e de fácil utilização, tendo diversas configurações de segurança ativas já no momento da instalação, o que o torna muito menos vulnerável a ataques e invasões. Além disso, não existem vírus para o Mac OS X (mais sobre isso a seguir)!
Entretanto, nem tudo são flores. Recentemente, um trojan (também conhecido como cavalo-de-tróia, um programa que permite controlar outros computadores remotamente, entre outras coisas) foi propagado e contaminou diversos Macs ao redor do mundo, embutido em cópias piratas do iWork ‘09, distribuídas por meio de redes para compartilhamento de arquivos. E por dois anos consecutivos (2008 e 2009), no evento CanSecWest’s PWN2OWN (cansecwest.com), promovido pela empresa 3Com TippingPoint, que serve para comparar a segurança entre os sistemas operacionais Windows, Macintosh e Linux, o Mac foi o grande perdedor, tendo sido o primeiro a ser invadido nos dois anos consecutivos, sendo que em 2009, em menos de dez segundos! O pesquisador de segurança responsável pela descoberta dessas vulnerabilidades ganhou US$ 10 mil em 2008 e US$ 5 mil em 2009, além dos Macbooks que ele invadiu, e declarou que optou pelo Mac por ser o mais fácil de invadir.
Como usuários de Mac, podemos dizer que “não é bem assim”, que os responsáveis pelas invasões nesses concursos se prepararam muito tempo para isso, que nenhum sistema operacional é 100% seguro e que, por outro lado, nenhuma dessas falhas de segurança se tornou uma epidemia incontrolável. Também podemos dizer que, devido ao número de usuários de Mac ser muito menor que o de Windows, ninguém teria interesse em criar programas maliciosos (vírus, programas espiões etc.) para o OS X por uma simples razão: é muito mais produtivo criar essas ameaças para atingir o maior número de computadores possível.
Tudo isso é verdade. Além do mais, os profetas do apocalipse do Mac vivem há anos dizendo que toda essa tranquilidade irá acabar porque o número de usuários do Mac está crescendo, que vão começar a existir vírus para Mac, que os usuários não utilizam antivírus perderão seus dados, entre outras ameaças. Mas a vida continua igual. No entanto, isso não é justificativa para você não tomar um mínimo de cuidados para garantir seus dados e sua privacidade, e também não ficar propagando arquivos com vírus ou programas espiões para os usuário de Windows. Pior do que falta de segurança é uma falsa sensação de segurança total.
O assunto é sério. De que adianta ser imune a vírus, se você e seu Mac podem estar replicando essas ameaças para outras pessoas que usam Windows? Como dissemos, ainda que o Mac OS X seja muito menos vulnerável e esteja sujeito a um número menor de ataques e ameaças que o Windows (o próprio exército norte-americanos utiliza Macs para grande parte de seu parque de computadores), você precisa saber como configurar seu computador para reduzir a probabilidade de ser vítima de uma invasão ou de um programa espião que roube seus dados bancários.
Apesar de se vangloriar em seus comerciais da série Get A Mac, a Apple sabe que é preciso estar consciente sobre o problema. Por isso, ela montou uma documentação sobre segurança em seu site, em inglês. Recomendamos, em especial, dois manuais: Mac OS X Security Technical Brief (http://tinyurl.com/2mcgav) e Mac OS X Security Configuration For Version 10.5 Leopard Second Edition (em http://tinyurl.com/qxt4oh), que é o manual completo de configurações de segurança do sistema.
Agora, mãos à obra. Vamos apresentar um roteiro simples para configurar a segurança de seu Mac, utilizando os recursos do próprio sistema ou utilizando outros aplicativos, pagos ou gratuitos. São dez dicas fáceis de seguir e que fornecem um excelente nível de proteção…
Quer saber mais? Acesse então o link (http://macmais.terra.com.br/materias/seu-mac-esta-protegido/)

Postagens + Visualizadas!

SITES, FÓRUNS & BLOGS